domingo, 24 de maio de 2015

Motociclista perde perna em acidente

Fonte: Todo Dia         Repórter: Antônio Miloch

Um motociclista de 38 anos teve parte da perna amputada ao colidir de frente contra um ônibus na estrada vicinal que liga Santo Antônio de Posse e Jaguariúna, na manhã de ontem. Segundo a Polícia Civil, o pedreiro Maurício Donizete Correia da Silva também corre risco de perder um braço. O acidente ocorreu em um trecho conhecido como "curva da morte". O motorista do coletivo relatou que a vítima invadiu a contramão. 
 
O acidente aconteceu por volta das 6h45 na Estrada Vicinal Oscar Pereira Dias, na região do bairro Córrego Bonito, em Santo Antônio de Posse. Segundo a Polícia Civil, o motorista do ônibus, que é de transporte particular, disse que dirigia de Jaguariúna sentido Posse quando Silva invadiu a contramão, num trecho da via conhecido por "curva da morte de Jaguariúna". 
 
O pedreiro pilotava uma Honda CBX Twister vermelha e bateu na lateral esquerda dianteira do ônibus. Ele perdeu a perna esquerda do joelho para baixo. A PM (Polícia Militar) foi ao local e acionou o resgate. Silva foi transferido para o HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). 
 
"A informação que nós temos é a de que se ele ficasse aqui ele também iria perder o braço", relatou o cabo Fressato, da PM. "Também teve várias fraturas no braço." Segundo o cabo, Silva não estava em condições de relatar o que houve ao ser atendido. "Parece que ele não conseguiu fazer a curva." 
 
A vítima é moradora no bairro Bela Vista, em Santo Antônio de Posse. 
 
Familiares dele foram procurados por meio de um telefone celular da vítima. A ligação não foi atendida.

Avião com Angélica e Luciano Huck faz pouso forçado em MS

Bimotor levava 9 pessoas: filhos, babás e tripulação também não se feriram. Incidente ocorreu perto da rodovia MS-080, a 30 km de Campo Grande.

 Fonte: TV Morena MS                                      Repórter: Graziela Rezende Do G1 MS

Uma aeronave de pequeno porte fez um pouso forçado na manhã deste domingo (24) na área de uma fazenda a cerca de 30 km de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul.

Estava no bimotor o casal de apresentadores Angélica e Luciano Huck, acompanhado dos três filhos e de duas babás. A tripulação era composta por um piloto e um copiloto.

Segundo a assessoria da Santa Casa de Campo Grande, Angélica sofreu escoriações. Todos passam bem e foram submetidos a exames. A família deve seguir ainda neste domingo para São Paulo.


Angélica está com equipe no Pantanal de Mato Grosso do Sul para gravar temporada especial de Estrelas

COMO FOI O ACIDENTE
 
De acordo com o Corpo de Bombeiros e com a Aeronáutica, o pouso forçado ocorreu em uma propriedade nas imediações da rodovia MS-080, na saída para a cidade de Rochedo.


A aeronave tinha decolado de Estância Caimam, em Miranda, perto de Bonito, e seguia para Campo Grande.
 
Perto da aproximação para o pouso, às 10h52, o piloto avisou à Torre de Controle em Campo Grande que estava em situação de emergência e que faria pouso forçado.

 RESGATE DOS FERIDOS
 
O Coronel Hudson Farias de Oliveira, do Corpo de Bombeiros, informou que os feridos foram levados em quatro carros dos bombeiros e ao menos um deles foi resgatado de helicóptero.
 
Segundo o coordenador do Samu, Eduardo Cury, o copiloto foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Universitária.

MODELO DO AVIÃO
 
Segundo a Aeronáutica, o avião envolvido no acidente é um Embraer, modelo 820C, matrícula PT-ENM. A aeronave pertence à empresa MS Táxi Aéreo.

O avião estava com a documentação regular, segundo registros disponibilizados no site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A inspeção anual de manutenção tinha validade até 12 de junho de 2015.

INVESTIGAÇÃO
 
Um helicóptero da Base Aérea de Campo Grande foi enviado para apoiar nos trabalhos e acompanhar a investigação. No fim da manhã, técnicos do Quarto Serviço de Prevenção e Investigação de Acidentes (SEPIPA 4) já foram deslocados para realizar a perícia e conduzir as apurações.


GRAVAÇÕES DE ESTRELAS
 
A apresentadora Angélica e a equipe estavam em Mato Grosso do Sul  para realizar gravações para o programa Estrelas, da TV Globo. De acordo com o GShow, a apresentadora grava nova temporada especial no Pantanal.


A produção levou convidados para apresentar receitas locais, realizar safári fotográfico e conduzir apresentações musicais. Rodrigo Simas, Daniel Rocha, Cristiano Araújo, Munhoz & Mariano foram alguns dos convidados.


Nas redes sociais, o casal registrou a viagem. Angélica publicou em sua conta no Instagram que estava a caminho de gravações no Pantanal na terça-feira (19). "Partiu!", escreveu.

Acompanhando Angélica, Luciano Huck publicou fotou da apresentadora no Pantanal na sexta-feira (22). "Minha pantaneira", brincou. E no sábado (23), o apresentador colocou no ar um vídeo da paisagem do local. "Que lugar lindo", afirmou.


A Central Globo de Comunicação divulgou uma nota sobre o ocorrido:


"Luciano Huck, Angélica e filhos estão bem após pouso forçado de avião que vinha do Pantanal

O avião turbo-hélice Carajá que trazia do Pantanal, essa manhã, o apresentador Luciano Huck, a apresentadora Angélica e os filhos precisou fazer um pouso forçado nos arredores de Campo Grande. A família passa bem e foi levada para exames num hospital da capital do Mato Grosso do Sul.

O avião saiu da Fazenda Caiman, no Pantanal, às 9h e, em seguida, fez um pouso forçado num pasto a cerca de 30km de Campo Grande. Levada para um hospital da cidade, a família está bem, em observação e deve seguir hoje ainda para São Paulo."

sexta-feira, 22 de maio de 2015

CONTRA A MAIOR IDADE PENAL: Maioridade penal aos 16 anos só desloca problema para outras idades

Fonte: UOL Notícias.                                                  Opinião: Ari Friedenbach 

O debate sobre maioridade penal no Brasil, hoje, está limitado a duas ideias: manter ou reduzir a maioridade penal para 16 anos. Eu entendo que existe uma terceira opção para o debate, mais severa, com punição a todos que cometerem crimes graves, independente da idade.

A proposta é muito mais dura do que uma simples redução. Não se baseia em emoção e nem decisão com objetivos políticos, ela é fruto de um trabalho de pesquisa e análise que venho fazendo desde 2003.

A redução para 16 anos só desloca o problema para outras idades e ainda mantém impunes aqueles que cometem crimes considerados hediondos pela Justiça, aos 15, 14, 13 e 12 anos de idade. Isso já é um motivo para recusar a proposta de redução atual.

Quer um exemplo? Digamos que, com a redução da maioridade aprovada, um jovem de 17 anos cometa um crime grave. Ele poderá ser punido e a justiça será feita, mas como ficam aqueles que cometem o mesmo crime aos 15 anos? Esses não precisam passar pelo mesmo critério de julgamento?

Outro ponto importante que questiono são os pequenos delitos, como furtar um celular ou roubar uma bicicleta. Esse menor deve responder criminalmente da mesma maneira que estupradores e assassinos? Não devemos esquecer que esses jovens que cometem crimes leves podem e devem ser recuperados com medidas socioeducativas.

A responsabilização do menor que comete crime grave é uma medida mais efetiva para combater a impunidade, permitindo que a justiça aja de acordo com a individualidade de cada caso.

A ideia é que após a prática do crime o menor passe por um exame, realizado por uma junta especializada (psiquiatras, juízes, psicólogos, etc.) e seja avaliada sua condição psicológica e, consequentemente, a consciência do ato praticado.

É claro que os criminosos que cometem crimes graves têm consciência de seus atos ou sofrem algum distúrbio mental, mas o parecer técnico é necessário para embasar a decisão do juiz. Caso comprovada sua consciência acerca do ato cometido, por meio de uma alteração legal e não constitucional, haverá a possibilidade de emancipar esse menor para que ele seja julgado.

Uma vez condenado, deverá cumprir a pena na Fundação Casa, unidades prisionais que deverão ser construídas e realizar um trabalho diferenciado do Sistema Prisional Comum. Se for identificado que ele é um menor com problemas psicológicos graves e distúrbios mentais crônicos, sem possibilidade de recuperação, ele deve ser interditado civilmente para não trazer risco à sociedade.

No julgamento, deve-se aplicar o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e o parágrafo único do artigo 26 do Código Penal, que prevê redução menor e proporcional de acordo com os antecedentes e os agravantes.

Também é necessário aplicar medida de segurança igual na Lei de Execuções Penais 7210/84,  artigos 6° e 7º, que garante a classificação feita por Comissão Técnica de Classificação, responsável por elaborar o programa individualizador da pena privativa de liberdade adequada ao condenado ou preso provisório.

Outras duas medidas mais simples e que também ajudariam a combater o problema são: agravar a pena dos maiores que usarem menores em delitos; e resgatar a ficha do jovem que reincidir. A justiça hoje garante ao menor, ficha limpa após os 18 anos, mesmo tendo cometido atos infracionais e retido em unidades da Fundação Casa.

Acho importante essa segunda chance, mas com a ressalva de que, a partir do momento em que cometer outro crime, sua ficha como menor deve ser levantada e ele ser julgado como reincidente, perdendo todos os benefícios de réu primário.

Entendo que minha proposta é uma medida imediata e que trará significativas melhoras na redução da violência. Além disso, investimentos e mudanças na educação, saúde e segurança precisam acontecer para que haja não só uma ressocialização do menor, mas também de sua família. E isso é uma ação que não pode esperar a aprovação da Lei da Redução, ela precisa acontecer agora.

A FAVOR DA MAIOR IDADE PENAL: Menor infrator não é coitadinho, é bandido que não dá valor a vida

Fonte: UOL Notícias                                  Opinião: Marisa Rita Riello Deppman

Antes que me crucifiquem pelo meu posicionamento, quero deixar bem claro o que penso. Sou a favor da redução da maioridade penal em certas circunstâncias. Como sempre digo quando sou questionada sobre o tema, há crimes e crimes.

Crimes hediondos (Lei 8.072/1990) praticados por menores devem sim ter a maioridade penal reduzida sem limite de idade. Já os crimes de menor potencial ofensivo, como furto simples, dirigir sem habilitação, pichar muros ou casas, porte de drogas etc. devem ser apenados pelo disposto no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Sou a favor de que o menor que comete o crime hediondo cumpra sua pena em uma unidade de maior segurança dentro da Fundação Casa até os 18 anos de idade - para que continue a ter acompanhamento de todo aparato que ela oferece - e só então seja transferido para o sistema prisional comum.

O que não posso concordar é com a postura daqueles que são contra a redução alegando, em suma, que os menores são "coitadinhos", vítimas sociais de um sistema que não lhes permite se conduzir de outra forma.

Eu gostaria de saber desde quando pobreza, desajustes familiares e falta de assiduidade escolar são justificativas para alguém sair na rua e matar, com requintes de crueldade, um ser humano.

Já ficou comprovado, em brilhante artigo do jornalista Leandro Narloch, que 12,5% dos homicídios praticados no Brasil são cometidos

por menores infratores. Conforme o mapa da violência de 2012, tivemos 56.337 homicídios no Brasil, o que nos leva ao número estarrecedor de 7.042 mortes praticadas por menores bandidos.

Será que eles são tão "coitadinhos" assim, ou os pobres coitados somos nós, a sociedade que está a mercê dessa bandidagem mirim que nos aterroriza e inferniza, nos fazendo viver entre grades e com muito medo.

Outra falácia repetida como verdadeira é o índice de reincidência do bandido menor. Em pesquisa divulgada no site do CNJ (10/04/2012), temos no Brasil uma taxa de 43,3%, ressaltando a pesquisa que: "além da recorrência dos atos infracionais contra o patrimônio cometidos pelos reincidentes, constata-se que a ocorrência de homicídio na reiteração da prática infracional foi aproximadamente três vezes superior à primeira internação, aumentando de 3% para 10% dos casos em âmbito nacional.

Desta forma, não resta a menor dúvida que o jovem infrator ao se deparar com o impune ECA, vai se aprimorando na prática criminal, e entre entradas e saídas das internações, torna-se um bandido cada vez mais cruel e perigoso.

O partido que está no poder se diz radicalmente contra a redução da maioridade penal. Nosso ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, já disse em diversas ocasiões que "se tivesse que cumprir pena nas nossas prisões preferia morrer".Ou ainda: "As condições do sistema prisional brasileiro são péssimas".E também: "Colocar um adolescente preso com adulto só vai agravar o problema".

Mas, ao mesmo tempo, a Fupen (Fundo Penitenciário), órgão subordinado ao Ministério da Justiça, em 2011, de um total de verbas de R$ 269 milhões, contingenciou 65,4% para fazer superavit primário – isto é, para colaborar com os descalabros econômicos do governo federal. Então, se o ministério não faz sua lição de casa de investir nas melhorias dos presídios, porque nós sociedade temos que pagar o preço de conviver diariamente com o banditismo juvenil?

Eles não podem ser mandados para as cadeias, mas nós, cidadãos de bem, temos que entregar nossos bens, nossos filhos, nossas vidas a eles. Quem fez essa justiça?

Isso, sem falar no nosso ministro da Defesa, Jacques Wagner, que não combate de forma efetiva a entrada de drogas e armas no nosso país. Drogas que abastecem as "biqueiras" do tráfico e armas que vão parar nas mãos desses menores assassinos, que nos tiram a vida como quem compra pão na padaria. Um verdadeiro descalabro social. Até quando?

"Direito dos manos"

Não posso deixar de falar da cereja do bolo, os direitos humanos – ou melhor, "direito dos manos". Direitos para quem? Posso garantir, pois vivo o problema, que não é para as vítimas e seus familiares.

A parcialidade de atuação dos direitos (dito) humanos é tão descarada que enoja. Passar a mão na cabeça desses bandidinhos em nada contribui para diminuir a criminalidade mirim –pelo contrário, só aumenta.

Já passou da hora dos direitos humanos verem os menores infratores como eles verdadeiramente são: bandidos que não dão o menor valor a vida das pessoas de bem. Eles matam pelo simples prazer de matar, sem um pingo de dó ou piedade de quem quer que seja. Fazem atos atos abjetos e desprezíveis, como queimar uma pessoa viva e executar com um tiro na cabeça. São verdadeiros canalhas.

O leniente ECA, com suas medidas punitivas frouxas e ignóbeis, está transformando os menores em bandidos tão ou mais cruéis que os maiores, que sabem o que fazem, e o fazem pela plena certeza da impunidade.

Os bandidos juvenis têm discernimento para entender o ato que praticam e coragem suficiente para matar o infeliz que se opuser contra eles. Já que as medidas socioeducativas do ECA já não atendem mais os anseios da sociedade, só nos resta pedir a redução da maioridade penal já.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Servidores aprovam o estado de greve em Campinas

Fonte: Todo Dia                                                               Repórter: Matheus Reche

Os servidores municipais de Campinas aprovaram estado de greve ontem, ao rejeitarem proposta de aumento salarial de 6,5% da prefeitura. A administração também ofereceu 8,4% no vale-alimentação e auxílio nutricional. 
 
A categoria quer reajuste salarial de 18,6%; subsídio para convênio médico ou Hospital do Servidor; auxílio nutricional no valor de R$ 905 para todos os aposentados e pensionistas; vale-alimentação de R$ 905; e seguro de vida para todos. O valor atual do vale é de R$ 690. O auxílio nutricional atual é de R$ 100, e é concedido a quem tem proventos e pensões não superiores a três vezes o piso dos servidores 
 
Os servidores entenderam que o avanço nas negociações foi pequeno até agora. 
 
O índice oferecido pela prefeitura é 0,3 ponto percentual mais alto que o equivalente ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de janeiro a dezembro do ano passado. 
 
Com o estado de greve, dependendo da próxima contraproposta do Executivo, a categoria pode deflagrar greve, segundo o sindicato. 
 
De acordo com o STMC (Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Campinas) a prefeitura alegou que o governo não teria verba para atender aos pedidos do servidor. 
 
"Não menosprezando o secretariado, mas pedimos a participação efetiva do Prefeito Jonas Donizette (PSB) no processo de negociação. O seu envolvimento é fundamental", afirmou um dos coordenadores do STMC, Jadirson Tadeu Cohen Paranatinga. 
 
A diretora de comunicação do sindicato, Rosana Medina, apontou que se o governo não mostrar vontade política para resolver o problema, Campinas terá uma "bela greve". 
 
O secretário de Relações Institucionais, Wanderley Almeida, disse que o índice de 6,5% é resultado da projeção feita pelo governo em cima do crescimento futuro das receitas municipais. 
 
Há uma nova reunião agendada para quarta-feira, às 15h, no Paço Municipal.

Lula: FHC não tinha direito de falar a bobagem que falou ontem à noite

“Se ele quisesse falar de corrupção ele precisaria contar para esse país a história de sua reeleição”, disse.


 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rebateu o ex-presidente Fernando Henrique e disse ter ficado “triste” pelas declarações do tucano no programa do PSDB exibido na noite da terça-feira (19). Segundo Lula, se o ex-presidente quer falar de corrupção, ele precisa “contar ao País a história de sua reeleição”. Ontem, no programa do PSDB, Fernando Henrique afirmou que os desvios e maus feitos começaram no governo Lula e que “nunca se roubou tanto em nome de uma causa”. 

“Eu vi o programa do nosso adversário ontem, eu fico triste, porque um homem que foi presidente da República, letrado como ele é, não tinha do direito de falar a bobagem que ele falou”, disse Lula, durante evento promovido pela Contraf-CUT, na capital paulista . 

“Se ele quisesse falar de corrupção ele precisaria contar para esse país a história de sua reeleição”, disse. Lula disse ainda que o seu antecessor não precisa contar diretamente a ele sobre as acusações de compra de votos para a sua reeleição, mas que ele precisa contar para as próximas gerações.

“Eu espero que com a mesma postura como que ele foi agredir o PT ontem à noite ele diga, se não quiser dizer para mim não tem problema, eu sei como é que foi, mas senta na frente do seu neto e conta para ele”, afirmou o petista. O ex-presidente disse ainda estar “assustado”, pois os adversários querem atacá-lo já pensando em 2018. 

“Agora eles não querem mais atacar a Dilma, agora eles já estão pensando que tem de balear o Lula, pensando que o Lula vai voltar em 2018”, afirmou. “É um absurdo. Eu nem sei se eu vou estar vivo. Eles se enganam porque eu sei apanhar e não vou revidar”. 

Lula disse ainda que as pessoas que hoje estão batendo panela deveriam saber que a democracia tem que ser respeitada. “Dilma foi eleita, quem não gostar e quiser eleger o seu que espere próximas eleições.”

terça-feira, 19 de maio de 2015

Bebê de 8 meses morre em escola infantil

Fonte: Todo Dia                                                           Repórter: João Conrado Kneipp

Um bebê de 8 meses morreu na manhã de ontem após mamar e ser colocado para dormir, em uma escola particular, em Americana. A diretora do colégio Estação Viver, no bairro Residencial Nardini, informou que uma das enfermeiras percebeu que o menino havia parado de respirar quando foi acordá-lo e classificou o ocorrido como uma fatalidade.
 
Familiares afirmam o bebê era saudável e que houve negligência por parte da escola. De acordo com Clélia Sega, diretora da unidade escolar, João Pedro Silva Coelho estava matriculado na escola desde o dia 3 de março. Ontem, ele mamou e foi colocado para dormir no berçário, por volta das 9h.
 
"O bebê passou mal depois da mamada, ele regurgitou o leite e aspirou. Antes de colocarmos para dormir, fizemos arrotar e colocamos deitado de lado. Foi feito o procedimento normal. Depois de 50 minutos da soneca, por volta das 10h, uma das enfermeiras começou a acordar as crianças e percebeu que ela estava imóvel", disse Clélia.
 
Ela afirma que a criança foi colocada de cabeça para baixo e regurgitou um pouco mais do líquido. Em seguida, foi transportada em seu carro particular para o Hospital Unimed de Americana. "Chegamos em menos de dois minutos no hospital. Lá, me disseram que tentaram reanimar o bebê durante meia hora, mas infelizmente não teve salvação".
 
A família aponta negligência por parte da escola. "O João era saudável, não tinha problemas de refluxo nem nada", alegou uma tia de João Pedro, Cristiane Vieira Marinho.
 
Segundo a diretora, em nenhum momento as crianças ficaram sem assistência na sala. "A sala nunca ficou sozinha. Temos nove crianças para duas enfermeiras e uma pedagoga no espaço do berçário. A família está bastante revoltada e entendemos o descontentamento deles. Em um momento deste, os únicos culpados somos nós", afirmou.
 
Segundo a Assessoria de Imprensa do Hospital Unimed, o bebê deu entrada na unidade já com um quadro de parada cardiorrespiratória e não foi possível reanimá-lo. O corpo passou por exames IML (Instituto Médico Legal), para apuração da causa da morte.
 

'Nenhuma mulher deveria passar por isso', diz mãe de aluna estuprada em SP 19

Fonte: UOL Educação                                                        Repórter: Marcelle Souza

A mãe da menina de 12 anos estuprada em uma escola da zona sul de São Paulo diz que a filha está triste e espera a punição dos três adolescentes suspeitos do ato. O caso ocorreu na terça (12) dentro do banheiro masculino da Escola Estadual Leonor Quadros e foi publicado ontem (18) pelo UOL.

"É a pior violência que pode acontecer, nenhuma mulher deveria passar por isso. [O estupro] Machuca não só o corpo, machuca também os sentimentos da pessoa", afirma. A garota está em casa se recuperando do trauma. Os jovens suspeitos estão soltos. A denúncia foi encaminhada pelo WhatsApp do UOL (11) 97500-1925.

"No dia, ela ficou com muita vergonha da gente [a família], se sentia suja, não queria falar muito sobre o aconteceu", afirma a mãe. "Eu fiquei destruída quando ela me contou. Você, como mãe, quer imediatamente apagar tudo que ela passou, mas isso é impossível."

A garota foi abordada por um dos garotos na tarde de terça, quando voltava para a sala de aula após o intervalo. "Ele deu uma chave de braço e levou ela para dentro do banheiro, onde os outros dois já estavam. Eu acredito que eles já estavam de olho, planejando alguma maldade contra ela". 

Segundo a mãe da vítima, a menina e os três garotos, que também são alunos da escola, ficaram cerca de uma hora fora da sala de aula. "Não é possível que ninguém tenha notado a ausência dela, não ter um funcionário andando na escola, ninguém ver que a porta do banheiro estava trancada. Não é possível que tenham deixado ela sofrendo por tanto tempo", diz.

A vítima entrou na escola neste ano e não era amiga dos suspeitos. À família, ela contou que conhecia de vista apenas um dos garotos que estariam envolvidos no estupro.

A mãe conta que já procurava outra escola para a filha quando a violência aconteceu. Ela diz que relatos de vandalismo e uso de drogas são comuns na unidade.  "Eu já queria mudar ela de escola. Tem muita bagunça, muito vandalismo, aluno que fuma dentro do colégio. É um lugar que não era para acontecer nenhuma dessas coisas".

O caso é investigado pela Polícia Civil.

Em nota, a secretaria de Educação afirmou que a direção da escola "solicitou atendimento médico emergencial e comunicou seus responsáveis" depois de ser procurada pela aluna, que relatava estar com "falta de ar". A escola diz que os alunos foram transferidos para outras unidades.

"O meu foco principal agora é cuidar da saúde mental e física da minha filha, com todo o amor. Em segundo lugar, quero que esses três garotos sejam penalizados como adultos, que isso não aconteça nas escolas", afirma

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Grávida morre atropelada por ônibus em Hortolândia


Uma grávida de 22 anos morreu depois de ter sido arrastada por um ônibus na manhã desta quinta-feira (14), em Hortolândia. A vítima, no quarto mês de gestação, estava na garupa de uma moto e teve a cabeça esmagada pela roda traseira de um ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transporte Urbano).


O acidente aconteceu na Rua Cerejeiras, em frente a um posto de combustíveis. Segundo a Polícia Civil, a mulher morreu na hora. O dono da motocicleta era marido da vítima e pilotava o veículo. Ele também teve ferimentos, mas sem gravidade. O acidente aconteceu por volta de 10h40.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Pai pode ter sido morto por entregar o filho após assalto com facadas no Rio

 Corpo de Paulo Roberto Silva foi encontrado com marcas de tiros em carro.Polícia investiga se traficantes o mataram para vingar prisão do filho dele.


A Polícia investiga se a morte de um homem tem ligação com a prisão de assaltantes que atuavam no Centro, como mostrou o RJTV, nesta quarta-feira (13). Paulo Roberto da Silva teve o corpo encontrado na mala de um carro roubado, em um dos acessos no morro da Baiana, em Olaria, na Zona Norte. A principal linha de investigação é que ele tenha entregue o próprio filho à polícia e traficantes o tenham executado por vingança.

Paulo Roberto era pai de Paulo Henrique Benedito da Silva, preso na semana anterior, após ser flagrado assaltando um homem em um ponto de ônibus. Ele estava com um comparsa que atacou a vítima a facadas. As imagens foram divulgadas pelo RJTV. Ambos foram presos e confessaram o crime.

A suspeita é que traficantes do Parque Proletário, no Conjunto de Favelas da Penha, tenham assassinado Paulo Roberto como retaliação por ter entregue o filho. Seu corpo tinha marcas de tiro inclusive no rosto. O pai tinha passagem pela polícia por receptação.

Assaltos com facadas
 
Uma sequência de assaltos e o flagrante do homem atingido pelas facadas foram mostrados em uma reportagem na sexta-feira (1º) pelo Jornal Nacional. Os registros foram feitos no mesmo local onde outras reportagens anteriores mostraram flagrantes de roubos e violência.
 
Enquanto esperava para voltar para casa no fim de um dia de trabalho, um homem, que preferiu não se identificar, foi cercado por três jovens. Assustado, não percebeu direito o que aconteceu e levou quatro facadas. Toda ação dos assaltantes durou seis segundos e eles nem se preocuparam em sair correndo.

O homem saiu andando em busca de socorro, caminhando ensanguentado pelo Centro do Rio, com um grande ferimento no ombro e o cordão ainda pendurado no pescoço. A polícia e os bombeiros só chegaram meia hora depois. O ferido esperava deitado na portaria de um prédio. Ele foi hospitalizado e recebeu alta no mesmo dia.


Substituto do suspenso Brady 'ofusca' beleza do marido de Gisele

Fonte: ESPN                            

Se ainda está longe de ter a mesma habilidade de Tom Brady, o reserva - e substituto enquanto o titular cumprir a suspensão de quatro jogos imposta pelo escândalo das bolas esvaziadas - do New England Patriots promete ao menos não fazer com que o nível de beleza do time se mantenha - ou até aumente! Jimmy Garoppolo não é conhecido por números espetaculares, mas sim por ser considerado o quarterback mais bonito da liga.


Os dotes físicos de Garoppolo o acompanham desde o draft do ano passado, quando foi selecionado na segunda rodada. Quando teve sua chance de atuar, em uma derrota que era irreversível para o Kansas City Chiefs, conseguiu lançar seu primeiro touchdown como profissional. Mas fez bem mais que isso: inundou o Twitter de elogios a sua beleza.

"Poderia Garopoolo ter uma aparência mais perfeita? Sério, ele não é real! #deondevocêveio", tuitou uma fã. "Jimmy é o jogador mais bonito da liga. E ele tem só 22 anos!", completou outra.

O curioso é que a própria imprensa norte-americana comprou a ideia de que o quarterback reserva dos Patriots é o jogador mais bonito da liga. O site SB Nation, por exemplo, listou nesta terça sete fatos que todos deveriam saber sobre o substituto de Brady. Um deles é: "Ele é um sonho".


E mesmo nos tópicos mais sérios, há brincadeiras com sua beleza. Quando lista a carreira de Jimmy na universidade, a matéria cita um "recorde": "Quebrou um total de 931 corações".



Se impressionou mais pelo que fez fora de campo, Garoppolo até que também foi muito bem nas chances que teve dentro das quatro linhas. Sem espaço por conta de Brady, ele jogou pouco em sua temporada de estreia, mas conseguiu completar 19 dos 27 passes que tentou, com 182 jardas, um touchdown e nenhuma interceptação como profissional.

Na pré-temporada, também teve números decentes. Foram 46 passes completados de 79 tentados, para 618 jardas, cinco touchdowns e uma interceptação.

E tudo isso depois de uma carreira brilhante na Universidade de Esatern Illinois, onde quebrou o recorde de TDs de ninguém menos que Tony Romo. Em quatro anos, completou 1.047 passes de 1.668 tentados, com 13.156 jardas, 118 touchdowns e 51 interceptações.

AR 4 corrige gambiarra em obra de recapeamento

Uma parte da via onde havia uma sinalização horizontal de "Pare" foi contornada pelo novo asfalto e ficou desnivelada

Fonte: Correio Popular                                                 Repórter: Agencia Anhanguera

O serviço inacabado de recapeamento na Rua Caetano Tombolato, no Jardim Chapadão, em Campinas durou apenas um dia, mas foi o suficiente para atrair a atenção de moradores e motoristas que passaram pelo local. Uma parte da via onde havia uma sinalização horizontal de “Pare” foi contornada pelo novo asfalto e ficou desnivelada, e a “obra” também ganhou milhares de visualizações na internet. 

 Funcionários da administração regional (AR) 4 fizeram o reparo na manhã desta terça-feira (12).

A sinalização de “Pare” fica na esquina das ruas Caetano Tombolato com a Benedito Gonçalves Nascimento. Moradores disseram que funcionários que fazem o recapeamento em vias do Chapadão contornaram “milimetricamente” para que a sinalização horizontal de solo não fosse apagada. “Mas ficou mesmo uma obra de arte, e eu achava que iriam deixar daquele jeito”, relatou o motorista Nivaldo Mello, de 48 anos. “Na minha opinião é um trabalho a mais ter que arrumar agora” , completou.

Na manhã desta 3ª-feira, pelo menos seis funcionários faziam o recapeamento da rua. A administração da AR-4 confirmou que o trecho da sinalização foi contornado justamente para que o sinal não ficasse coberto. Na segunda-feira a AR informou ainda que o serviço seria finalizado assim que a massa utilizada no procedimento secasse. A AR 4 fica a uma quadra de onde o serviço foi realizado.

Em fevereiro, o Correio mostrou um erro de grafia e falta de padronização na sinalização de solo feita em ruas do bairro Mansões Santo Antônio, também em Campinas. Na Rua Hermantino Coelho, a palavra “Pedestre” ganhou a versão “Pedester”. A pintura foi corrigida um dia após o erro virar piada nas redes sociais.

Ladrão sequestra ônibus e faz arrastão em linha da Unicamp

Ladrão chegou a levar R$ 400 e objetos de passageiros como celulares e relógios após sequestrar ônibus por 40 minutos próximo ao atacadão na D. Pedro.
Fonte: Correio Popular                              Repórter: Anelita Ramirez


Ao menos 25 passageiros de um ônibus municipal de Campinas viveram 40 minutos de horror na mão de um bandido, na noite da última segunda-feira (11). Um criminoso que fingiu ser passageiro, anunciou o assalto quando o ônibus voltava para o ponto final. Ele chegou a sequestrar o ônibus durante este tempo e obrigar o motorista a mudar a rota.


Ele estava armado com um revólver e obrigou o motorista a sair do seu percurso e levá-lo até a Rodovia dos Bandeirantes, na região do Satélite Iris, onde desceu e fugiu. Uma passageira asmática passou mal e foi socorrida pelo namorado após ser libertada. Ninguém ficou ferido.


O assalto foi por volta das 21h30 na linha 2.66 (São Jorge/Unicamp), próximo ao Atacadão, na Rodovia D. Pedro I. Segundo testemunhas, o bandido usava tênis de marca, calça jeans escura, camisa branca e blusa de frio, e carregava uma sacola preta de uma loja, onde escondia a arma. 


O criminoso teria embarcado no terminal da Vila Padre Anchieta, seguindo até a Unicamp e retornando. O bandido estava sentado em um banco duplo logo após a porta do meio do coletivo. "Ele media todos os passageiros que entravam. Tinha duas moças que estavam perto do motorista, que contavam dinheiro e ele observou o tempo todo" , contou uma estudante de 17 anos.


Segundo as vítimas, o bandido sacou a arma da sacola e mandou que todos ficassem quietos e ordenou que entregassem os pertences. Ele pegou a mochila de um universitário e mandou que uma das vítimas passassem com ela recolhendo os objetos dos passageiros. Em seguida, pulou a catraca para a frente, onde pegou o dinheiro das moças e ordenou o motorista a sair da rota.


O motorista foi obrigado a fazer o retorno para Campinas, pela Rodovia Anhanguera e depois seguir pelas rodovias Adalberto Panzan e dos Bandeirantes até debaixo do pontilhão da Avenida Jonh Boyd Dunlop, onde desceu e correu para o barranco que faz fundo ao Cemitério Parque das Flores. "No trajeto, ameaçava atirar em quem não entregasse os pertences e em quem reagisse. Foi horrível. Sem contar que ele mandava o motorista correr e apagar as luzes" , relatou uma jovem.


O bandido levou mais de mil reais dos passageiros, celulares e um relógio de cerca de R$ 400 de um universitário.

Professores em greve protestam e bloqueiam Via Anchieta em SP

Fonte: UOL Notícias                               Repórter: Fernanda Cruz (Agência Brasil - SP).

Professores estaduais bloquearam a Via Anchieta, que liga a capital paulista ao litoral, durante 40 minutos na manhã desta quarta-feira (13). A categoria está em greve há dois meses, com a principal reivindicação de aumento salarial de 75,33%.

Segundo a concessionária Ecovias, o protesto reuniu 40 pessoas das 6h20 às 7h, causando a interdição do trânsito no sentido litoral, próximo à chegada a Santos. Às 7h30, a estrada ainda registrava 2 quilômetros de lentidão, como reflexo da manifestação, a partir da altura do quilômetro 65, no sentido Santos.

Os professores da rede estadual de ensino vão se reunir hoje, às 9h, com o secretário estadual da educação, Herman Jacobus Cornelis Voorwald, sem intermediação do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). A categoria fez uma única audiência na última quinta-feira (7) que terminou sem acordo.


Falha no recapeamento vira piada em Campinas

Rua foi recapeada, mas um "buraco" foi deixado bem na esquina, segundo prefeitura, para preservar o PARE.

Fonte: Todo Dia                                                         Repórter: Luiza Pellicani

O serviço inacabado de recapeamento na Rua Caetano Tombolato, no Jardim Chapadão, em Campinas, foi alvo de piadas na Internet. 
 
O asfalto no local foi recapeado, mas foi deixado um "buraco" sem recape na esquina com a Rua Benedito Nascimento com a sinalização de PARE. O perfil no Facebook Campinas Depressiva publicou a foto do PARE, que até ontem à noite tinha 563 compartilhamentos e 2.556 curtidas. 
 
Ontem, a reportagem do TODODIA constatou um problema semelhante a oito metros do PARE, desta vez com um trecho do asfalto que ficou sem recape no meio da pista, formando uma lacuna no asfalto recém-colocado. 
 
A Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Campinas informou que o trecho da sinalização foi contornado justamente para que o sinal não ficasse coberto, mas que este não é um procedimento comum. Sobre o novo caso verificado pela reportagem ontem, a assessoria informou que o trabalho será analisado e se necessário, feito o nivelamento.

Santos fica perdido na Itália após rescisão de Robinho e 'improvisa' Alex

Robinho está livre para negociar com qualquer clube após rescisão com o Milan

Fonte: UOL Esporte                                                                    Repórter: Samir Carvalho

O presidente do Santos, Modesto Roma, ficou "perdido" por algumas horas na Itália após saber da rescisão contratual do atacante Robinho com o Milan na última segunda-feira. O mandatário santista, que embarcou em companhia de um integrante do Comitê Gestor do clube, viajou exatamente para convencer o clube italiano a liberar o jogador. O dirigente, inclusive, confirmou diversas vezes, em público, que a "missão" na Itália era a contratação de Robinho em definitivo.



No entanto, o dirigente desembarcou na Europa somente nesta terça-feira, e só descobriu que Robinho não tinha mais contrato com o Milan em território italiano.

Para não perder a viagem, Modesto Roma, agora, quer se reunir com a diretoria do Milan para saber se existe a possibilidade dos italianos liberarem o zagueiro Alex, revelado pelo clube na "geração Robinho e Diego", que conquistou o Campeonato Brasileiro de 2002.

O defensor tem contrato com o Milan até o meio de 2016 e já manifestou o desejo de voltar ao Santos em diversas visitas que fez ao clube nos últimos anos.

Como a viagem de Modesto Roma não era em prol de Alex, não existe nenhuma negociação aberta com o Milan. A primeira conversa deve ocorrer nesta quarta-feira.

A viagem do presidente santista gerou uma pequena troca de farpas entre os opositores e pupilos de Modesto nas redes sociais. Enquanto os rivais políticos levantam a tese de "viagem perdida", os apoiadores do mandatário já trataram de publicar que a viagem tinha outro objetivo.

"Eu fiquei sabendo desta viagem pela imprensa, por vocês. O Santos não faz parte desta rescisão [Robinho e Milan]. Eu acredito que ele tem outro interesses lá", disse a advogada e representante de Robinho, Marisa Alija.

"Eu disse que teria essa possibilidade [rescisão contratual], mas não posso ficar falando de todas as tratativas do atleta", completou.

O contrato de Robinho com o Milan terminava na metade de 2016; Robinho e o time italiano combinaram que o vínculo será encerrado oficialmente em 1º de julho, um dia depois de encerrar o empréstimo ao Santos.

Para ficar com Robinho e vencer a concorrência de outros clubes, o Santos precisa pagar uma "alta dívida" que possui com o jogador. Desde que retornou ao time da Vila, há oito meses, o camisa 7 não recebeu nenhum centavo referente a direitos de imagens. São quase R$ 7 milhões de dívida.


terça-feira, 12 de maio de 2015

Justiça condena Zé Maria (Ex-prefeito de Santa Bárbara), por contrato irregular com posto

 Zé Maria não tem mais como recorrer, segundo sua advogada

Fonte: Todo Dia                                                                     Repórter: André Rossi

O ex-prefeito de Santa Bárbara d'Oeste José Maria de Araújo Júnior, o Zé Maria (PSDB), foi condenado por irregularidades na licitação e no contrato de compra de combustível entre a prefeitura e um posto de combustíveis, em 2006. A decisão foi confirmada pela advogada de defesa de José Maria. Ele e o posto terão de pagar uma multa que, originalmente, era de R$ 265 mil. 
 
O processo judicial foi instaurado em 2010 depois de um apontamento do TCE (Tribunal de Contas do Estado), pela irregularidade. A advogada do tucano, Evelise Cristina Bignotto, afirmou que cerca de 30% do valor já foi devolvido pelo posto, que não teve como recorrer da decisão em outubro de 2014. 
 
"Como não temos mais como recorrer, o valor será pago. Agora será feito o cálculo de quanto o ex-prefeito e o posto pagarão, mas ainda não está definido", disse a advogada. 
 
Mesmo condenado por improbidade administrativa, a advogada não acredita em perda de direitos políticos. "Ainda não está, mas o nome dele (José Maria) será colocado no Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por Ato de Improbidade Administrativa (do CNJ - Conselho Nacional de Justiça). Entretanto, nada no processo cita perda de direitos políticos. Na minha visão, não teria sentido. O processo acabou e o valor será pago", afirmou Evelise. 
 
Segundo o advogado Arthur Rollo, especialista em direito eleitoral, somente a condenação não é suficiente para a perda dos direitos políticos. "Para que a pessoa fique inelegível, tem de ocorrer a suspensão dos direitos políticos, que só pode ser decidida através de uma condenação colegiada de tribunal", explicou Rollo. 
 
Apesar de confirmada pela advogada, a condenação ainda não estava disponível ontem no site do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo).

Por celular, mulher joga óleo quente em amiga, atinge a filha e foge em SP

 Irmã de vítima disse que agressora planejou a ação. Jovem está internada.Crianças foram atingidas acidentalmente pelo óleo mas já receberam alta.

Fonte: TV Tribuna                                                                      Repórter: LG Rodrigues

Uma mulher foi atingida por óleo quente no rosto após uma discussão com uma amiga, na última sexta-feira (8), no bairro Perequê, em Guarujá, no litoral de São Paulo.

O crime ocorreu após as duas jovens, que eram amigas, terem discutido sobre o celular da suspeita que teria sido jogado na água pela outra. A vítima está internada na Santa Casa de Santos. Duas crianças, a filha e o sobrinho da agressora, também sofreram graves queimaduras e precisaram ser hospitalizadas.

Segundo testemunhas, Aline Cristiane dos Reis, de 24 anos, foi atingida no rosto por óleo quente após ter jogado o celular da amiga na água. “A minha irmã foi atingida pelo óleo na frente da casa da agressora. A amiga dela tinha planejado tudo. Colocou o óleo quente em uma leiteira e jogou no rosto dela”, explica Vanessa Cristina Reis.

A vítima foi socorrida e levada até a Santa Casa de Misericórdia de Santos, onde permanece internada. “O médico suspeitou que o óleo poderia ter atingido a vista dela, mas felizmente ela já conseguiu voltar a enxergar. Aparentemente ela sofreu queimaduras de 2° grau”, explica.

Além de Aline, a agressora acabou atingindo duas crianças com o óleo quente. O sobrinho da suspeita, além da própria filha, acabaram sofrendo queimaduras, mas foram tratadas e passam bem. “Ela se escondeu em casa. Agora a Aline vai registrar um boletim de ocorrência no próprio hospital”, conclui Vanessa.

O G1 entrou em contato com a Polícia Civil em Guarujá. Até a publicação desta reportagem, porém, não havia informações sobre o paradeiro da agressora.

PMs dão 'carteirada' para não pagar Área Azul em Americana

Até papel sulfite e caneta foram utilizados para identificação de carro na região central

Fonte: Todo Dia                                               Repórter: Thomaz Fernandes

                                                            

Em meio ao caos que é o estacionamento rotativo em Americana, policiais militares têm dado uma espécie de "carteirada" na fiscalização. Na semana passada, a reportagem do TODODIA flagrou carros particulares com identificações de que pertenciam a PMs e até mesmo dois veículos com um papel sulfite apontando que os veículos pertenciam a policiais. Ao tomar conhecimento do caso, o comando da polícia informou que irá averiguar e tentar solucionar a situação.
 
Informalmente, um guarda admitiu que antes de multar esses policiais, entra em contato com o batalhão e pede que o veículo seja retirado. Só se o pedido for descumprido, disse o guarda, é que ele aplica a multa. O membro da corporação chegou a dizer que evita multar outros carros irregulares quando estão ao lado do automóvel de um militar que dá essa "carteirada".
 
Como há um batalhão da Polícia Militar na Rua Washington Luiz, no Centro, há vagas na rua destinadas somente a veículos da corporação. Os espaços ficam em frente e no entorno do batalhão. Para estacionar nesses locais, o veículo precisa colocar em um lugar visível um papel plastificado com a identificação do dono do veículo, a patente e a autorização do comando.
 
 Fora da área demarcada para a PM, no entanto, o cartão não tem qualquer validade e o veículo é passível de multa. O flagrante do TODODIA aconteceu a um quarteirão do batalhão, na Área Azul.
 
"Nós ligamos antes avisando, para que o policial retire o veículo, se não tirar nós multamos. Quando isso acontece, eu nem multo os outros carros próximos. Como vou fazer isso?", questionou um guarda, que pediu para não ser identificado.
 
Além desse cartão, na semana passada, dois veículos tinham escritos a caneta em um papel. Um deles dizia "PM - Curso" e o outro fazia referência a um cabo. O coronel Marcelo Oliveira, comandante da PM em Americana, não aprovou a medida e prometeu fiscalizar os membros da corporação.
 
"A autorização é muito criteriosa e serve somente para o entorno do comando, para os policiais que trabalham ali", disse. O coronel afirmou que na semana passada houve um curso de treinamento envolvendo policiais de toda a região, mas que isso "não justifica" a atitude dos que estacionaram irregularmente.