quinta-feira, 24 de julho de 2014

Air Algérie diz ter perdido contato com avião que saiu de Burkina Faso

Avião da companhia argelina voava de Uagadugu a Argel. Perda de contato ocorreu 50 minutos após a decolagem.

Fonte: G1 - Mundo

A Air Algérie anunciou nesta quinta-feira (24) ter perdido contato com um de seus aviões 50 minutos depois de ter decolado de Uagadugu, capital de Burkina Faso.

"Os serviços de navegação aérea perderam o contato com um avião da Air Algérie que voava nesta quinta-feira de Uagadugu a Argel, 50 minutos após a decolagem", anunciou a companhia pública argelina, citada pela agência APS, segundo a France Presse.

“A Air Algérie informa que os serviços de navegação aérea tiveram o último contato com o voo AH 5017, que cobre o trajeto entre Uagadugu e Argel, neste dia 24 de julho a 1h55 GMT [22h55 de quarta em Brasília], 50 minutos após a decolagem”, afirmou a companhia, que acrescentou ter colocado em prática um “plano de emergência”.

Segundo a empresa privada de aviação espanhola Swiftair, que aluga algumas de suas aeronaves para a Air Algerie, o avião levava 110 passageiros e seis tripulantes, informou a Reuters.

Um official do governo da Argélia disse que o último contato das autoridades do país com o avião ocorreu quando ele estava sobre Gao, no Mali.

O ministro dos Transportes de Burkina Faso disse que o voo pediu para fazer uma alteração na rota a 1h38 GMT (22h38 de quarta em Brasília) devido a uma tempestade.

O Ministério dos Transportes da França disse que é “provável” que houvesse muitos passageiros franceses no avião. “Havia provavelmente franceses a bordo, e se havia franceses, certamente eram vários”, disse o ministro Frederic Cuvillier. Um representante da Air Argelie em Burkina Faso disse que a lista de passageiros inclui 50 franceses.

A empresa publicou em seu site que a aeronave decolou de Burkina Faso a 1h17 locais (22h17 de quarta-feira em Brasília) e deveria pousar na Argélia às 5h10 locais (1h10 de Brasília), mas nunca chegou ao seu destino. Segundo a empresa, o avião é um McDonnell Douglas MD-83.

Segundo o site da Air Algérie, a companhia realiza quatro voos por semana no trecho no qual o avião desapareceu.

 

Morre no Recife, aos 87 anos, o escritor Ariano Suassuna

Ele sofreu um AVC na noite de segunda-feira e passou por cirurgia. Nascido na Paraíba, ele vivia no Recife desde 1942.

Fonte: TV Tribuna

Morreu no Recife, nesta quarta-feira (23), o escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, aos 87 anos. Ele estava internado desde a noite de segunda (21) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, onde foi submetido a uma cirurgia na mesma noite após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico. Segundo boletim médico, o escritor faleceu às 17h15. "O paciente teve uma parada cardíaca provocada pela hipertensão intracraniana".

O velório do corpo do escritor começa ainda esta noite, no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, que decretou luto oficial de três dias. A partir das 23h, será aberto o acesso do público ao local. O enterro está previsto para a tarde de quinta-feira (24), no cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife.

Internamentos
 
Em 2013, Ariano foi internado duas vezes. A primeira delas em 21 de agosto, quando sentiu-se mal após sofrer um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções, de acordo com os médicos, e ficou internado na unidade coronária, mas depois foi transferido para um apartamento no hospital. Recebeu alta após seis dias, com recomendação de repouso e nenhuma visita.

Dias depois, um aneurisma cerebral o levou de volta ao hospital. Uma arteriografia foi feita para tratamento e ele saiu da UTI para um apartamento do hospital, de onde recebeu alta seis dias depois da internação, no dia 4 de setembro.

Na noite de segunda-feira (21), Ariano Suassuna deu entrada no hospital e foi operado após o diagnóstico do AVC. A cirurgia foi para a colocação de dois drenos, na tentativa de controlar a pressão intracraniana. Na noite de terça, o quadro dele se agravou, devido a "queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada", conforme foi informado em boletim.

Ativo até o fim
 
Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Mesmo com os problemas na saúde, ele permanecia em plena atividade profissional. "No Sertão do Nordeste a morte tem nome, chama-se Caetana. Se ela está pensando em me levar, não pense que vai ser fácil, não. Ela vai suar! Se vier com essas besteirinhas de infarto e aneurisma no cérebro, isso eu tiro de letra", disse ele, em dezembro de 2013, durante a retomada de suas aulas-espetáculo.

Em março deste ano, Ariano foi homenageado pelo maior bloco do mundo, o Galo da Madrugada.  Ele pediu que a decoração fosse feita nas cores do Sport, vermelho e preto, e ficou muito contente com a homenagem. “Eu acho o futebol uma manifestação cultural que tem muitas ligações com o carnaval”, disse, na ocasião.

No mesmo mês, o escritor concedeu uma entrevista à TV Globo Nordeste sobre a finalização de seu novo livro, “O jumento sedutor”. Os manuscritos começaram a ser trabalhados há mais de trinta anos.

Na última sexta-feira, Suassuna apresentou uma aula espetáculo no teatro Luiz Souto Dourado, em Garanhuns, durante o Festival de Inverno. No carnaval do próximo ano, o autor paraibano deve ser homenageado pela escola de samba Unidos de Padre Miguel, do Rio de Janeiro.

Obra
 
A primeira peça do escritor, "Uma mulher vestida de sol", ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948. Ariano escreveu um de seus maiores clássicos, "O Auto da Compadecida", em 1955, cinco anos depois de se formar em direito. A peça foi apresentada pela primeira vez no Recife, em 1957, no Teatro de Santa Isabel, sem grande sucesso, explodindo nacionalmente apenas quando foi encenada – e ganhou o prêmio – no Festival de Estudantes do Rio de Janeiro, no Teatro Dulcina. A obra é considerada a mais famosa dele, devido às diversas adaptações. Guel Arraes levou o “Auto” à TV e ao cinema em 1999.

O escritor considera que seu melhor livro é o “Romance d'A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta”. A obra começou a ser produzida em 1958 e levou 12 anos para ficar pronta. Foi adaptada por Luiz Fernando Carvalho e exibida pela Rede Globo em 2007, com o nome de "A pedra do reino".

Na década de 70, Ariano começou a articular o Movimento Armorial, que defendeu a criação de uma arte erudita nordestina a partir de suas raízes populares. Ele também foi membro-fundador do Conselho Nacional de Cultura.

Após 32 anos nas salas de aula, Suassuna se aposentou do cargo de professor da Universidade Federal de Pernambuco, em 1989. O período também ficou marcado pelo reconhecimento nacional do escritor – Ariano tomou posse na cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras (ABL), no Rio de Janeiro, em 1990.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Empreiteira que fez obra em aeroporto doou para campanha de Aécio Neves antes de construção

Fonte: A Tarde

A empresa responsável pelas obras no aeroporto de Cláudio, Vilasa Construções Ltda., doou recursos para a campanha de Aécio Neves ao governo de Minas em 2006. Além do atual senador, seu sucessor no Executivo estadual, o ex-governador Antonio Anastasia (PSDB), também recebeu doação da construtora para a campanha ao governo em 2010.

Segundo as prestações de contas apresentadas à Justiça Eleitoral, Aécio recebeu três doações da empresa em 2006, totalizando R$ 67 mil. Já na disputa seguinte pelo governo mineiro, a campanha de Anastasia - que deixou o cargo em abril para disputar uma vaga no Senado, além de coordenar a elaboração do programa de governo do presidenciável tucano -, recebeu doação oficial de R$ 20 mil da construtora.

ONU confirma 121 crianças palestinas mortas em Gaza em ataques israelenses

FONTE: UOL Notícias

Um total de 121 crianças palestinas, 80 delas de menos de 12 anos, morreram desde que Israel começou, há 15 dias, a ofensiva militar contra o território palestino de Gaza, confirmou a Unicef, o organismo das Nações Unidas para a proteção da infância, nesta terça-feira (22).


Esse número indica que os menores representam um terço das vítimas civis registradas desde que Israel começou a bombardear continuamente Gaza.


Até hoje morreram 586 palestinos, a grande maioria civis. Dos menores mortos pelos ataques israelenses, 84 eram meninos e 37 meninas, com idades que variavam entre cinco meses e 17 anos, segundo os dados do Unicef.

Oficial: Dunga está de volta à Seleção

Técnico substitui Luiz Felipe Scolari quatro após ter sido demitido pela CBF e vibra com nova oportunidade "É uma grande felicidade". Técnico fará estreia em setembro.

Fonte: Globo Esporte

Quatro anos após ser demitido por Ricardo Teixeira do comando da seleção brasileira, o técnico Dunga está de volta. Nesta terça-feira, em coletiva de imprensa na sede da CBF, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, o capitão do tetra em 1994 foi apresentado como novo treinador da equipe pentacampeã. O anúncio foi feito pelo presidente da entidade, José Maria Marin, e pelo coordenador Gilmar Rinaldi. Apesar da rejeição em diversas enquetes, Dunga mostrou-se confiante em recuperar o prestígio junto aos torcedores.


- A pesquisa está aí para ser derrubada. Eu acredito muito no torcedor brasileiro, no carinho que o torcedor tem pela seleção brasileira. Como falei, não sinto essa tamanha rejeição pelo o que está se falando por onde eu passo. Toca a nós mudarmos a opinião das pessoas. Vimos que muitas enquetes que foram colocadas, as pessoas deram um jeito de mudar essas enquetes. Minha meta é mudar a maneira das pessoas pensarem a meu respeito. Nelson Mandela tinha tudo contra e conseguiu mudar a forma das pessoas de pensar com paciência. Espero que eu possa ter 1% da paciência dele. Eu não penso em mim, penso na seleção brasileira. Se a Seleção estiver bem, eu vou estar bem, estar feliz. Tem muito sacrifício, mas a alegria e satisfação é bem maior - disse o novo treinador.

 O presidente José Maria Marin explicou sua escolha pelo capitão do tetra, em 1994, dizendo que a escolha foi uma unanimidade entre ele, Del Nero, Gilmar Rinaldi.

- É um atleta que foi campeão do mundo, foi capitão de uma seleção campeã, demonstrou capacidade para dirigir a seleção brasileira. Ficou demonstrada através de números, não apenas por palavras, que possui todos os requisitos e capacidade para dirigir novamente a seleção brasileira. Foi uma escolha feita através da participação de todos que estão nesta mesa, numa demonstração de unidade e total integração, visando grandes conquistas no futuro. Um homem experimentado, tanto como atleta no campo, como fora dele. E todos nós nesta mesa depositamos total confiança na sua competência e capacidade de trabalho - disse Marin.

Dunga agradeceu a confiança e afirmou que não vai descartar todo o trabalho da Copa do Mundo, mas deve mudar alguns pontos. Inclusive de sua personalidade.

- É uma grande felicidade. Vamos trabalhar juntos com as categorias de base, com o Gallo, e a coordenação do Gilmar. A CBF está nesse planejamento há dois anos e vamos dar sequência. Não precisamos fazer dessa Copa do Mundo terra arrasada, há coisas que podem ficar. A gente viu na Copa que é importante o talento, mas o planejamento também. Como é importante o marketing, mas que o resultado dentro de campo também.

Entre outros assuntos, o treinador elogiou bastante algumas seleções da Copa do Mundo, como Alemanha, Holanda e Colômbia; quando se equivocou e falou sobre um "Jimenez" em referência clara ao apoiador James Rodríguez.

Segundo Gilmar Rinaldi, o momento é de se unir em torno do novo comandante. Baseando-se em três pilares: talento, trabalho e planejamento.

- Começamos agora efetivamente nosso trabalho. Começamos a conversar sobre a comissão técnica, que não será divulgada hoje. A ideia é justamente essa, voltar algumas coisas importantes em uma reformulação. Conversávamos que é muito importante que o jogador sinta frio na barriga na época de convocação, que mereça ser convocado, buscando o limite para merecer a convocação - analisou.

 Dunga admitiu o contato difícil com a imprensa em sua primeira passagem pela Seleção.

- Vimos como é importante o talento numa Copa, o planejamento. No futebol moderno, o marketing é importante, mas o trabalho dentro de campo também. Quanto a falar da minha pessoa, vocês me conhecem. Sabem que dificilmente algumas pessoas mudam, quanto à ética, trabalho e profissionalismo. Sei que tenho que melhorar muito no contato com os jornalistas. Por eu ser oriundo do futebol, na outra passagem, eu foquei mais no trabalho dentro de campo. Os resultados estão aí. Agora é normal que eu tenha que aprimorar o meu relacionamento da imprensa. É minha culpa pela relação que tivemos. Trabalhei para me aprimorar.

Dunga afirmou que vai realizar um trabalho em conjunto com o coordenador das categorias de base, Alexandre Gallo, e com o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi. O treinador explicou a diferença de suas passagens na Seleção.

- A minha primeira passagem foi pedida para resgatar o valor da Seleção, a camisa e obter resultados. Só conseguimos isso com resultados. A segunda passagem é preparar a Seleção para a Copa de 2018. No caminho, nós vamos ter uma Copa América e vamos encontrar seleções em ótima fase. Todas as seleções melhoraram muito.

 

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Gravações mostram por que a Justiça ordenou prisão de acusados de atos violentos em manifestações

Numa gravação telefônica feita com autorização da Justiça, Sininho conversa com o padrasto sobre o destino que deveria tomar. Ela temia ser enquadrada no crime de formação de quadrilha.

Fonte: Jornal Nacional

Gravações mostram por que a justiça ordenou a prisão de acusados de atos violentos em manifestações

O Jornal Nacional teve acesso a depoimentos de testemunhas e escutas telefônicas que levaram à decretação da prisão preventiva de 23 acusados de atos violentos em manifestações.

Os investigadores identificaram os vários grupos que dividiam as tarefas de fabricar, distribuir e atirar explosivos durante as manifestações.

Com base nas provas apresentadas no inquérito policial, 23 pessoas tiveram prisão preventiva decretada por associação criminosa. Cinco já estão na cadeia.

Onze pessoas que faziam parte dos grupos, mas discordaram dos métodos violentos, colaboraram como testemunhas nas investigações, que duraram sete meses.

Uma delas disse que Elisa de Quadros Sanzi, conhecida como “Sininho”, orientava os manifestantes nos protestos violentos e os incitava a quebrarem bens e arremessarem coquetéis molotov.

Durante a ocupação da Câmara Municipal do Rio, em agosto do ano passado, a testemunha disse que viu Elisa subindo a escada da Câmara com alguns manifestantes carregando os três galões, de aproximadamente, 10 litros de gasolina, cada.

Ainda segundo o, depoimento, com receio de serem presos outros manifestantes não permitiram que a gasolina fosse utilizada para incendiar o local.

Numa gravação telefônica feita com autorização da Justiça, Elisa Sanzi conversa com o padrasto sobre o destino que deveria tomar. Ela temia ser enquadrada no crime de formação de quadrilha.

Sininho: Eu não tenho outro lugar para ir. Eu não posso ir pra Minas Gerais, porque lá está pegando fogo. Ontem queimaram não sei quantos carros de polícia.
Padrasto: Aqui também, Porto Alegre também quebraram vitrine.

Sininho: Tá, pai, mas é completamente diferente. Minas Gerais que é o lugar onde eu tenho para ficar, que eu tenho amigos. A FiP aqui tem conexão lá. Eu não posso ficar em lugares que eles possam f... ainda mais com esse negócio de formação de quadrilha. E em Porto Alegre isso não existe. Não existe, não existe essa possibilidade.

Em outra gravação telefônica, um casal de jovens conversa sobre o vídeo de um confronto com PMs. Segundo os investigadores, um deles jogou um coquetel molotov na polícia. Os nomes deles constam do processo, mas o Jornal Nacional os omite porque um deles é menor de idade.

Jovem 1: A imagem que mais está rolando é a do coquetel sendo jogado. Bateu no poste, bateu nos ‘polícia’ e eu, c...!! F...!!!

Jovem 2: Pode crer. Botamos o Choque para correr, minha linda.

Jovem 1: Estou sabendo.

Os dois integrantes do movimento Black Bloc que participaram da conversa pediram asilo político nesta segunda-feira (21) ao consulado do Uruguai no Rio.

Com eles, estava a advogada Eloisa Samy, uma das dezoito pessoas procuradas pela polícia. Ela divulgou um vídeo na internet, negando as acusações.

Mas, em depoimentos incluídos no inquérito, a advogada Eloisa Samy Santiago era quem determinava aos integrantes dos Black Blocs o momento em que a confusão tinha que começar, dando a entender que era para começar o vandalismo.

Numa outra gravação, a indiciada Karlayne Pinheiro, conhecida como “Moa”, conversa com uma jovem, segundo investigadores, elas chamam gasolina de "líquido" e coquetel molotov de “drink”.

Jovem 3: A gente precisa de...

Jovem 4: Precisa de?

Jovem 3: De líquido. A gente vai ter que desenrolar aí com a galera, a gente fazer, ver como é que vai fazer. Já tem tudo. Já tem tudo para fazer. Só falta...

Jovem 4: Só falta... tá, a gente vai conseguindo aos pouquinhos, cada um pega um pouco, vai tentando pegar.

Jovem 3: Cara, acho que uns 4 litros, uns 5 litros dá de boa.

Jovem 4: Tranquilo, tranquilo.

Jovem 3: Aí a gente faz a oficina, a oficina de drinks

A embaixada do Uruguai, em Brasília, e o Consulado no Rio, ainda não se pronunciaram.
O Ministério Público não comentou o pedido de asilo.

A advogada Fernanda Tortman, que defende Eloisa Samy, classificou o pedido de prisão como "inadequado e injustificável".

O advogado que representa Karlayne Pinheiro, informou que já entrou com pedido de habeas corpus e classificou a prisão preventiva como ilegal e desnecessária.

O advogado Wallace Paiva, que defende Fábio Raposo, também considerou a prisão ilegal.
O advogado Antônio Pedro Melquior, que representa Caio Silva, afirmou que não teve acesso às novas informações do inquérito - e preferiu não comentar o caso.

Nossa equipe não conseguiu contato com Marino Dicaraí, que defende Elisa Quadros, Camila Jordan, Igor Dicaraí. E outros seis denunciados.

 

10 motivos para não tirar os olhos de “Império”, a nova novela das nove

Fonte: RD1

Estreia nesta segunda (21) na TV Globo a nova novela das nove, “Império”. Com roteiro de Aguinaldo Silva e direção de Rogério Gomes, Pedro Vasconcelos e André Felipe Binder, a trama é cercada de grandes expectativas.

A novela entra no ar com o desafio de movimentar novamente o horário das 21 horas e ampliar os baixos números deixados por sua antecessora, “Em Família”. Com um elenco de peso, enredo forte e ritmo ágil, “Império” aposta no “clássico” para resgatar parte do público que não se deixou prender pelo folhetim de Manoel Carlos.

Para quem se desiludiu com as histórias de Helena, Luiza, Laerte e Virgílio e não sabe se acompanha a nova trama das 9, o RD1 lista, a seguir, os 10 motivos para não tirar os olhos de “Império”.

 1- Aguinaldo Silva é o escritor  

Aguinaldo escreveu “Senhora do Destino”. Pronto. A argumentação poderia acabar por aqui. Mas o autor ainda é dono de outros grandes sucessos da teledramaturgia brasileira. Das 15 novelas de maior audiência da história da Globo, 6 são de autoria de Aguinaldo: “Tieta”“Roque Santeiro”“Pedra Sobre Pedra”“Fera Ferida”, “A Indomada”, além de “Senhora”, já citada.

O novelista conhece como poucos o sabor do sucesso e não mede esforços para fazer suas tramas caírem no gosto popular. O autor costuma escrever os chamados “novelões”, apoiando a história num bom drama, sem esquecer de criar um caricato núcleo de humor. Aguinaldo adora “causar”, seja através de suas novelas ou de suas polêmicas declarações nas redes sociais e nos próximos meses tem tudo para conseguir isso.

2- Trama ágil e sem “barriga”

De uns tempos pra cá, a obsessão pelo corpo perfeito tem transformado a “barriga“, quando saliente, num dos grandes problemas enfrentados pelas pessoas. Em se tratando de novela, também não é diferente. Se tem algo que pode “desandar” toda uma boa trama é a chamada barriga, termo usado para quando uma história fica “dando voltas” e “caminhando” a passos largos. Aliás esse foi um dos maiores erros cometidos por Manoel Carlos em sua última novela. “Em Família” foi cozinhada em banho-maria pelo autor e terminou sem chegar ao ponto.

No entanto, Aguinaldo Silva já prometeu, numa publicação em seu site, que sua nova trama não sofrerá desse “mal” e será desenrolada num ritmo “alucinante”.  “Eu não sou de enrolar nem de guardar história, vou soltando tudo desde os primeiros capítulos, e quando a sinopse acabar eu faço outra e, se for preciso, mais outra. Mas não deixo de manter o ritmo alucinante nas minhas novelas, pois é o que o povo quer e gosta”, comentou o veterano. O maior desafio para o escritor será manter esse ritmo por 8 meses, afinal a previsão é de que “Império” dure em torno de 180 capítulos.

3- Ganchos

Tão importante quanto manter a agilidade da trama é prender a atenção dos telespectadores de um capítulo para o outro. O recurso mais usado pelos autores para convidar o público a assistir à novela no dia seguinte é o chamado “gancho“. Alguns autores são tão habilidosos no quesito que chegam a atiçar a curiosidade do telespectador em cada término de bloco de um mesmo capítulo, como é o caso de João Emanuel Carneiro, responsável por “Avenida Brasil“. Carneiro é, inclusive, apelidado na emissora de “Capitão Gancho”, tamanha a sua maestria.

O recurso que não foi muito usado por Manoel Carlos durante a trama de “Em Família” será um aliado de Aguinaldo em sua mais nova novela. Em recente entrevista à Folha de S.Paulo, o autor confirmou que irá resgatar o uso do gancho. “Com tantas mídias e plataformas diferentes, hoje é fundamental manter o suspense diário”, comentou.

4- Poder e dinheiro, em jogo

Fortunas mobilizam a atenção dos brasileiros, não só quando se tratam de sorteios de loteria ou realities shows, mas também quando são inseridas em tramas da teledramaturgia. Muitas são as exitosas novelas que apresentam o poder e o dinheiro como fio-condutores ou panos de fundo de suas histórias. Recentemente, “Amor à Vida” apresentou um enredo amarrado por uma disputa familiar em torno do comando de um hospital e Avenida Brasil mostrou a vingança às crueldades cometidas em nome do dinheiro, no caso a fortuna de um ex-jogador de futebol.

Em “Império”, como o próprio nome já indica, a temática volta à tona e deve conduzir boa parte das ações da trama. Na história, o milionário José Alfredo (Alexandre Nero) planeja deixar toda sua fortuna nas mãos da filha Maria Clara (Andreia Horta), em prejuízo dos outros filhos, José Pedro (Caio Blat) e João Lucas (Daniel Rocha). Em uma fase mais adiantada, surgirá a história de que Cristina (Leandra Leal) pode ser a filha perdida do empresário.

5-  Vilã cruel

Todo “novelão” precisa de alguém para o público (amar) odiar. Aguinaldo sabe muito bem disso e para “Império”, criou “Cora“, personagem interpretada por Drica Moraes. A vilã é uma mulher amargurada, reprimida e descontrolada emocionalmente. Interesseira, Cora tentará manipular aqueles que estão a seu redor para conseguir o que quer. Beata, a megera fará referências a Deus, enquanto estiver praticando suas “malvadezas”.

Além de citar passagens bíblicas, a personagem vai percorrer o lábio com a língua, de forma semelhante às serpentes, sempre que estiver tramando algo contra suas “vítimas”. Drica que já se mostrou muito bem em papéis de vilã, como quando interpretou a Violante em “Xica da Silva” e a Marcela de “O Cravo e a Rosa” deve mobilizar a atenção, enquanto estiver em cena na nova novela das 9. Se cuida Nazaré Tedesco!




6- Zé Mayer no armário

O maior garanhão das novelas globais vem de um jeito que ninguém nunca viu. O veterano adiciona ao currículo repleto de personagens “pegadores”, o cerimonialista Cláudio Bolgari, “pai de família” que vive uma vida dupla. Enquanto de dia, Cláudio mantém um casamento de sonhos com Beatriz (Suzy Rêgo), à noite ele visita seu amante, Leonardo (Klebber Toledo). De acordo com vídeos já divulgados pela emissora, a trama reserva cenas quentes para os dois atores, que devem se beijar na segunda semana de exibição da novela.

No entanto, o personagem de Zé não deve ficar trancado no armário por muito tempo. A homossexualidade do cerimonialista virá à tona, quando seu amante a revelar publicamente, em troca de um emprego na TV. A partir daí, Cláudio sofrerá com a rejeição de um dos seus filhos, Enrico (Joaquim Lopes). Pelo visto, o personagem vai “sofrer” um pouquinho e o público, claro, deve se apiedar diante dos percalços que aguarda o “enrustido” em “Império”.

7- Alexandre Nero e Lília Cabral juntos mais uma vez

“Império” será a terceira novela a contar com Lília Cabral e Alexandre Nero no elenco. O casal já mostrou ter muita afinidade em cena, quando interpretaram, em “A Favorita“, o verdureiro Vanderlei e a sofrida Catarina, par romântico que cativou o público. Na nova novela, a parceria será retomada, porém sem muitas afinidades. Casados há 30 anos, Maria Marta de Medeiros e José Alfredo estarão em crise e viverão em pé de guerra.

As intrigas e discussões entre os dois ganharão tom cômico e deixarão o telespectador dividido. Maria Marta ainda alimenta um grande amor por seu marido, mas não deixa de ficar de olho na fortuna do empresário. Já o comendador que se enriqueceu de forma ilícita, viverá aos turros com a esposa e a trairá no decorrer da trama.

8- “Tipos” divertidos

Há quem critique os “tipos” criados pelo veterano escritor, por muitas vezes ele acabar caindo numa abordagem simplista e caricata de tais personagens. No entanto, é inegável que por mais distorcidos e exagerados que possam parecer, alguns desses tipos são abraçados pelo público, como foi o caso do Crô, interpretado por Marcelo Serrado. O personagem virou até filme, tamanho o seu sucesso na novela “Fina Estampa“.

Em “Império”, caberá a Ailton Graça e a Paulo Betti interpretar os tipos cômicos de Aguinaldo. Ailton será a travesti Xana Summer, dona de um salão de beleza no bairro de Santa Tereza. Já Paulo será o “venenoso” Téo Pereira, jornalista responsável por um blog de fofocas campeão de acessos. Enquanto Xana será boa praça e bem quista por todos os clientes, Téo deverá acumular desafetos, no decorrer da história. Como um bom “tipo” não existe sem bordão, sempre que estiver próximo de publicar uma fofoca quente, Téo soltará o seu: “É clique”.

9- A performance de Viviane Araújo

Império será a primeira novela de Viviane Araújo. O convite partiu do próprio autor, pouco tempo depois da dançarina sair da quinta edição de “A Fazenda“, como grande vencedora do reality. Aguinaldo parece ter se impressionado com a “atuação” de Viviane, como no dia em que a beldade chorou e se desesperou ao ver Gretchen pedindo para sair do programa. Se você duvida do potencial da moça, veja o vídeo, a seguir:


No entanto, engana-se quem pensa que em “Império” será a primeira vez que Vivi atuará. Em 2001, a beldade já dava o ar de sua graça na “Escolinha do Professor Raimundo“, interpretando uma aluna, com trajes mínimos, que apagava o quadro, enquanto rebolava. Na novela das 9, sem quadro para limpar, Vivi será a espevitada manicure Naná e dividirá a cena com Xana Summer, prometendo boas risadas. Viviane parece ter se esforçado para “fazer bonito” e a curiosidade sobre como se sairá em cena é mais um motivo para não desgrudarmos os olhos de “Império”.

10- Marina Ruy Barbosa sem (sic) pudor

Se em “Amor à Vida”, a ruivinha não quis mostrar como ficaria sem os cabelos, em “Império” a bela vai mostrar como fica “sem roupa” ou com “poucas peças”. No estilo “lolita“, a atriz vai usar e abusar de lingeries sensuais durante as gravações de cenas mais ousadas. Essa será a primeira vez que Marina interpreta uma personagem mais “despudorada”.

A exemplo do papel interpretado por seu namorado, o ator Klebber Toledo, Marina também viverá uma “amante”. Ela será Maria Isis, uma jovem que se apaixona por José Alfredo e mantém uma relação extraconjugal com o milionário. Os pais da menina vão incentivá-la a dar um golpe no empresário, mas ela não deve cair nesse tipo de “tentação”.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

MPE vai investigar supostas irregularidades em concurso em Americana

Denúncia aponta que pessoas ligadas a Chocolate foram aprovadas.

Fonte: Todo Dia


O promotor de Direitos Humanos, do Patrimônio Público e Social de Americana, Sérgio Claro Buonamici, instaurou inquérito civil para apurar possíveis irregularidades no concurso público realizado pela Câmara de Americana no final do ano passado. As denúncias foram feitas em representação formulada pelas bancadas de PT e PDT contra o então presidente do Legislativo e atual prefeito interino, Paulo Sérgio Vieira Neves, o Paulo Chocolate (PSC). Elas apontam que aprovados teriam relações com o ex-presidente da Casa.

A informação foi prestada ontem pelo promotor. O inquérito foi instaurado por portaria datada de 3 de julho. No documento, o promotor mencionou que instaurou o inquérito para apurar possíveis irregularidades no concurso público 001/2013 da Câmara, tendo em vista a notícia de favorecimento a parentes e amigos do presidente, influenciando resultados. 

Por três meses o vereador Celso Zoppi (PT) reuniu documentos para oficializar a denúncia para apurar uma suposta fraude no concurso, que teve cerca de 1,6 mil candidatos. Também assinaram o documento os vereadores Adelino Leal e Moacir Romero, do PT, e Marco Antonio Alves Jorge, o Kim (PDT). Essa suspeita foi levantada, explicou o petista, por causa da relação do presidente com pessoas aprovadas no concurso, o que gerou suspeita. 

Segundo Zoppi, há indícios de irregularidades, denunciados por candidatos que ficaram indignados com a classificação de pessoas que convivem com o presidente. Essas relações de amizade e parentesco foram apuradas pelo petista através do Facebook. Pessoas com afinidade com o presidente ficaram entre os primeiros colocados no concurso realizado. 

A oposição também cita possível prática de nepotismo, pois o presidente teria contratado a namorada, Jéssica Dalila Dionísio da Silva, para exercer o cargo de assessora adjunta 2. No dia 6 de maio Jéssica pediu exoneração, mas ainda mantém relacionamento com Chocolate. Uma prima de Jéssica trabalha como comissionada na Câmara. 

Um irmão de Jéssica passou no primeiro lugar no cargo de oficial legislativo. Também teriam passado no concurso um sobrinho de Chocolate e dois fieis da igreja frequentada pelo presidente. 

Se forem comprovadas irregularidades, qualquer candidato que se sentir prejudicado poderá ajuizar ação para cancelar o concurso público realizado ano passado, além de o presidente ficar sujeito a penalidades previstas na legislação, como responder processo por improbidade administrativa. Chocolate responde a quatro processos na Justiça, três deles por improbidade administrativa. 

“O fato de instaurar inquérito já é um passo importante pelo fato de acolhimento da representação apontando possível irregularidades. Eu entendo que uma ação dessa natureza, seja representação nossa, e acolhimento pelo promotor, aponta necessidade da administração pública, tanto do Executivo quanto do Legislativo, trabalhar com mais seriedade e rigor na aplicação do dinheiro público”, afirmou o vereador Celso Zoppi (PT). 

Chocolate afirmou ontem, por meio de sua assessoria de imprensa, que vai se posicionar somente hoje sobre o assunto.

Comissão da Câmara aprova obrigatoriedade de campanha antibullying nas escolas

Fonte: Último Instância

A Comissão de Educação da Câmara de Deputados aprovou, nesta quarta-feira (16/7), proposta que obriga as escolas brasileiras a realizarem campanha contra o bullying. Pelo texto aprovado, elas devem ser anuais, com duração de uma semana, na primeira quinzena de abril, em todos os estabelecimentos de ensino fundamental e médio.

Foi aprovado substitutivo do relator, deputado Glauber Braga (PSB-RJ) que fez mudanças de redação ao Projeto de Lei 6504/13, do deputado Dimas Fabiano (PP-MG). Entre essas mudanças está, por exemplo, o conceito de bullying. Dessa forma, o projeto se harmoniza com outros em tramitação que abordam o assunto na Casa.

De acordo com a proposta, caracteriza-se como bullying qualquer prática de violência física ou psicológica, intencional e repetitiva, entre pares, que ocorra sem motivação evidente, praticada por um indivíduo ou grupo de indivíduos, contra uma ou mais pessoas.

A prática deve ainda ter como objetivo intimidar, agredir fisicamente, isolar, humilhar, ou ambos, causando dano emocional ou físico à vítima, em uma relação de desequilíbrio de poder entre as partes envolvidas.

Legislação

Braga lembra que vários estados e municípios já contam com legislação sobre o tema, como, por exemplo, Rio de Janeiro (incluindo a capital), Santa Catarina, Ceará, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e o município de São Paulo.

Conforme o deputado, todas essas leis têm em comum o foco na conscientização. “É bem-vinda toda e qualquer estratégia destinada a incentivar a tolerância, a promover o respeito mútuo e a combater estereótipos e preconceitos”, defende.

A proposta segue para análise conclusiva da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Ponte é inaugurada em estrada cheia de buracos em Americana

Entrega foi feita sem retoques finais nas proximidades da obra.

Fonte: Todo Dia

Com direito até a fogos de artifício, o prefeito interino de Americana, Paulo Sérgio Vieira Neves, o Paulo Chocolate (PSC), inaugurou a ponte da Estrada Municipal Ivo Macris, ontem de manhã, depois de três anos e meio da destruição do trecho por uma forte chuva. Contudo, a pista, que foi municipalizada em 2009, não recebe nova pavimentação desde aquela época, e tem trechos que estão intransitáveis em virtude da quantidade de buracos que tomaram conta do asfalto. A inauguração também foi feita sem retoques finais, como lombada, sinalização e outros acertos. 

A estrada faz a ligação entre Americana, Cosmópolis e Paulínia. Esta foi a primeira obra inaugurada pelo prefeito. E a intenção dele é inaugurar uma obra por semana. O investimento foi de R$ 2,1 milhões. 

Apesar de a inauguração ter ocorrido às 10h30, a pista só foi liberada ao tráfego depois das 15h30. Isso porque funcionários da Secretaria de Transportes e Sistema Viário cuidavam da sinalização horizontal do trecho próximo da Colônia do Sobrado Velho. A sinalização também foi feita durante a inauguração. Também está prevista construção de mais uma lombada nos próximos dias próximo do Assentamento Milton Santos. 

A prefeitura estava devendo para o fornecedor de tinta e o prefeito disse que mandou pagar a dívida para comprar mais materiais para sinalizações. 

Segundo Chocolate, na próxima semana devem ser realizadas as obras para tapar os buracos. Ele disse que buscará ajuda do governo do Estado para realizar os consertos. 
 
O chefe do Executivo disse que pediu pressa para finalizar a obra da ponte e deixou a sinalização e os retoques finais para a próxima semana. 

Entre as obras executadas estão reforço na base da ponte, aterro e plantio de grama nas laterais para evitar deterioração da base da ponte. No entendimento da administração, a ponte fechada causava mais transtornos do que os buracos. Agora a prefeitura cuidará do paisagismo e da operação tapa-buracos. 

A reportagem percorreu a estrada e constatou que apresenta buracos tão grandes que tomaram conta de metade da pista de mão dupla, laterais da estrada estão sem capa asfáltica e trechos apresentam sinais de afundamento. A maior parte da estrada está sem sinalização horizontal e vertical. 

PROBLEMAS 

A finalização da obra ocorreu em meio a problemas burocráticos e administrativos, que travaram os serviços por diversas vezes. A estrada cedeu no local após fortes chuvas, em janeiro de 2011. As obras começaram em março de 2012, Antes, o projeto enfrentou atrasos na fase licitatória, em 2011. O prazo inicial para o término, novembro de 2012, não foi cumprido. A administração afirmou que a falta de CND (Certidão Negativa de Débitos) travava a finalização dos trabalhos. 

No último adiamento, a administração informou que uma rocha no local da obra impedia os serviços. No local já caíram um caminhão, um carro e uma moto. O motociclista morreu.

Número de eleitores cresceu 5% desde a última eleição para presidente

Fonte: UOL Eleições 2014

O número de eleitores no país cresceu 5,3% desde as últimas eleições para presidente, apontam dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Em 2010, o Brasil tinha 135.539.919 eleitores; nas eleições deste ano terá, pelo menos, 142.822.038, que é o número de pessoas cadastradas na Justiça Eleitoral para votar. Os dados são de junho de 2014 e ainda podem ser atualizados no final do mês.

Deste total, 142.467.854 eleitores votam no Brasil e 354.184 pessoas devem votar no exterior. 

A região cujo número de eleitores mais cresceu foi a Norte, que passou a ter 10.801.176 pessoas cadastradas na Justiça Eleitoral. Em 2010, eram 9.983.388. Isso representa um aumento de aproximadamente 8,2%.

O Nordeste é a região do país que menos apresentou crescimento no número de eleitores, com 4,4%. Neste ano, a região terá, pelo menos, 38.269.534 eleitores contra os 36.660.02 de 2010.

O número de pessoas que votam no exterior cresceu 77,3% aproximadamente. Em 2010, eram 199.795 eleitores.

Considerando apenas o período entre as eleições deste ano e as de 2012 -- que escolheu para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em todo o país --, o aumento no número de eleitores foi de 1,7% aproximadamente. Em 2012, 140.461.838 pessoas estavam cadastradas na Justiça Eleitoral.

Febre maculosa mata dois em Paulínia

Prefeitura confirmou o motivo e pede que quem tiver febre nos próximos 15 dias procure unidade de saúde.

Fonte: Todo Dia

 A Secretaria de Saúde de Paulínia confirmou ontem, por meio da assessoria de imprensa, duas mortes por febre maculosa. 

O primeiro óbito foi registrado em maio, e o segundo no mês passado. Ambos ocorreram na região do Fontanário. Pessoas que apresentarem febre em até 15 dias devem procurar uma unidade de saúde. 

A primeira vítima é uma mulher de 65 anos, e a segunda, um homem de 25. Os nomes das vítimas não foram divulgados. Apesar dessas duas mortes, a assessoria informou que “foi algo pontual da região” e que não se trata de um possível surto, já que “não há mais casos em investigação”. 

Em virtude das mortes, agentes da saúde de Paulínia foram à região do Fontanário explicar aos moradores como a doença é transmitida e mostraram, por meio de material impresso, como é o carrapato estrela. 

Os agentes ainda alertaram pessoas que moram no entorno de rios ou perto de locais com capivaras para que fiquem atentos aos sinais, como febre, dor de cabeça, dor nas articulações e manchas pelo corpo. 

No dia 10, a Secretaria de Saúde de Paulínia, por meio do Departamento da Vigilância Sanitária, capacitou aproximadamente 80 profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, com informações sobre transmissão e diagnóstico da chikungunya – transmitida pelo mosquito da dengue – e os atualizou sobre a situação epidemiológica da febre maculosa na cidade. 

AMERICANA 

Em Americana, está sob investigação uma possível morte por febre maculosa. Um jovem de 16 anos, que morava no Jardim Ipiranga, morreu no domingo após apresentar os sintomas. 

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, o caso foi encaminhado ao Instituto Adolfo Lutz para análise e até o final da noite de ontem não havia sido divulgado o resultado dos testes.

EUA pedem cessar-fogo "imediato" na Ucrânia após queda de avião

Fonte: UOL Notícias

Os Estados Unidos pediram o cessar-fogo "imediato" na Ucrânia para garantir o acesso "seguro" ao local, no leste do país, após um avião da Malaysia Airlines com 298 pessoas a bordo ser abatido por um míssil na região nesta quinta-feira (17).

A companhia aérea malaia informou que estavam a bordo do voo MH17 154 holandeses, 43 malaios (incluídos os 15 membros da tripulação), 27 australianos, 12 indonésios, nove britânicos, quatro alemães, quatro belgas, três filipinos, um canadense e outros 41 que não tiveram sua nacionalidade confirmada. Não há sobreviventes. A autoria do disparo ainda é investigada, mas separatistas russos são os principais suspeitos.

"Pedimos a todas as partes envolvidas, a Rússia, os separatistas pró-russos e a Ucrânia, que apoiem um cessar-fogo imediato", afirmou em comunicado o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest.


O porta-voz oficial enfatizou que a suspensão das hostilidades permitirá o acesso "seguro e sem restrições" dos investigadores internacionais ao local do acidente "para facilitar a recuperação dos corpos".

Em linha com o que disse o presidente americano, Barack Obama, Earnest afirmou que é "urgente" o início "o mais breve possível" de uma investigação internacional "completa, crível e sem impedimentos" sobre o incidente.


Além disso, destacou que o papel de organizações internacionais como as Nações Unidas e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa pode ser "particularmente relevante" neste esforço.


Antecipou que Washington trabalhará com os países envolvidos e seus parceiros nas organizações internacionais citadas "nas próximas horas e dias" para determinar o melhor caminho a ser seguido. Também insistiu que "é vital" não manipular nenhuma prova e que "todas as evidências potenciais e os destroços no local do acidente permaneçam intactos".


"Os EUA estão preparados para auxiliar, de forma imediata, qualquer investigação internacional, inclusive através de recursos oferecidos pelo Conselho Nacional de Segurança no Transporte e pelo FBI [polícia federal dos Estados Unidos]", garantiu Earnest.  

Também declarou que, mesmo antes de ter acesso a todas as provas, está claro que o acidente aconteceu no contexto de uma crise na Ucrânia "encorajada pelo apoio russo aos separatistas, inclusive através do fornecimento de armas, equipamentos e treinamento".
Destacou que o incidente evidencia a "urgência" para que a Rússia tome "passos concretos e de forma imediata" para reduzir a violência na Ucrânia e apoiar um cessar-fogo durável.

Os serviços de inteligência dos EUA consideram que o avião foi atingido por um míssil terra-ar, mas não puderam confirmar ainda a origem do projétil que derrubou a aeronave.


"Não foi um acidente, [o avião] explodiu no céu", disse o vice-presidente dos Estados Unidos, Joseph Biden, durante um discurso nesta quinta-feira em Detroit, no Estado americano do Michigan.

Hortolândia ganha mais um empreendimento no ramo hoteleiro

Empresas do ramo apostam na Cidade devido a demanda das grandes Multinacionais instaladas. Novo empreendimento conta com 68 apartamentos.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

O prefeito Antonio Meira participou como convidado, nesta terça-feira (15/07), da inauguração de mais um empreendimento no ramo de hoteleiro. Com a chegada do Business Park Hotel, Hortolândia amplia a capacidade de hospedagem. O empreendimento é o sétimo hotel instalado no município nos últimos dez anos. Localizado na Rua Carlos Drumond de Andrade, 45, no Jardim Amanda, o empreendimento gerou 42 empregos diretos e mais 20 indiretos. A área de construção é de 3,6 mil m². 

Nos últimos anos, grandes empreendimentos de hotelaria já se consolidaram na cidade, a exemplo do Drud’s Hotel, localizado no Parque Gabriel, e do Hotel Assay, no bairro de mesmo nome. O Drud’s foi inaugurado em dezembro de 2012, com a proposta de atender clientes que vem a Hortolândia em viagens de negócios. Este também é o principal atrativo do Hotel Assay, que iniciou suas operações no início deste ano.

Novo empreendimento fica no Jd. Amanda

O mais novo hotel da cidade, localizado no Jd. Amanda, oferece estrutura moderna. Área de lazer com piscina, bar molhado e saúna integram o espaço gourmet. Os apartamentos são equipados com fechadura eletrônica, smart TV, ar condicionado split, frigobar, internet Wi-Fi, cofre eletrônico, mesa de trabalho e telefone com discagem direta. Restaurante, sala para eventos, academia, estacionamento coberto, lavanderia, café da manhã incluso e apartamentos adaptados para pessoas com deficiência completam a estrutura.

Para Meira, a inauguração do hotel coroa o desenvolvimento de Hortolândia. “Nossa cidade passa por um momento de transformação. Contamos com diversas empresas de grande porte no município e precisamos de mais empreendimentos deste ramo para hospedar, com qualidade, os novos investidores, empresários e funcionários. Sem dúvida, os hospedes de Hortolândia podem ter mais conforto e comodidade”, observou o prefeito, durante a cerimônia de inauguração do empreendimento hoteleiro.

O desenvolvimento econômico e social de Hortolândia, com o aumento do parque industrial da cidade, e a necessidade de locais para hospedar turistas que visitam o município a negócios determinaram a escolha da cidade para instalação do hotel, segundo os investidores, empresários locais que atuam no ramo alimentício.

A construção do hotel acontece desde 2009. De acordo com um dos investidores, Sebastião Vilar, houve uma pesquisa de mercado para a construção e até mesmo a finalização dos apartamentos.”Ouvimos diversos investidores, realizamos pesquisas nas empresas instaladas aqui e tivemos uma preocupação em contratar prestadores de serviços que moram aqui. Acreditamos na importância da valorização do cidadão hortolandense e contratamos como nossos servidores moradores da cidade. Estamos muito satisfeitos com o apoio do prefeito Antonio Meira e, sem dúvida, os nossos clientes contam com ótimas instalações e um excelente atendimento”, comentou Vilar.

A consolidação de Hortolândia como uma forte economia na região é o principal fator para a atração destes hotéis. “Todo o setor de serviços chega a uma cidade, se ela apresentar dinamismo econômico. Primeiro, o município se desenvolve economicamente; depois mantém esta marca de crescimento contínuo. Assim, os prestadores de serviço detectam a abertura de um mercado promissor. Foi isso o que aconteceu em Hortolândia. Nesta etapa, temos uma economia forte, uma história de crescimento de indústrias e comércios e, mais recentemente, a chegada de mais empresas do setor de serviços”, comentou o secretário de Indústria Comércio e Serviços, Dimas Corrêa Pádua. Hoje, o município conta com 3.105 prestadoras de serviços em diversas áreas.

Outro hotel está em construção no Centro da cidade e outro projeto, para a avenida da Emancipação, em fase de aprovação pela Prefeitura. Juntos, os dois empreendimentos vão gerar mais 200 quartos.